Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2013

Festival Casarão continua vivo

Imagem
Por Mary Camata 

Depois de dois anos afastada do Festival Casarão devido à agenda lotada de compromissos, no último final de semana consegui conciliar a minha agenda de trabalhos com a abertura do Festival Casarão.

Que saudade eu estava de sentir o “clima Festival Casarão”. É uma mistura de bandas antigas com bandas novas e bandas conhecidas com um público sedento por um bom rock e cultura sempre em uma casa que conforte os roqueiros rondonienses. O homem do Casarão, Vinicius Lemos, atento a todo momento a movimentação e sem deixar de curtir um pouco cada “pupila” escolhida por ele a subir no palco.

Infelizmente cheguei um pouco atrasada e perdi a banda rondoniense Wari, a primeira da noite no lotado Pioneiros Pub e já começava o show da banda Os Últimos, da cidade de Ariquemes com um som mais indie e um show envolvente. Em seguida, os meninos de Cuiabá, Branco e Tinto, esquentaram o Festival Casarão com sua pegada totalmente rock and roll.

A quarta banda a subir no palco da primeira no…

Tudo pronto para o Festival Casarão

Imagem
Começa nesta quinta-feira (23), em Porto Velho, a 14ª edição do Festival Casarão. Um dos principais festivais de música independente da Região Norte reunirá bandas de diversas regiões do Brasil durante três dias de evento.

Uma das principais atrações do Festival se apresenta logo no primeiro dia de festa. A banda de rock carioca Matanza estará de volta depois de cinco anos do primeiro show na edição do Festival Casarão de 2007. O vocalista da banda Matanza, Jimmy London, falou sobre o retorno a Rondônia e sobre os inúmeros shows que estão fazendo pelo Brasil a fora. “Olha, honestamente, eu sinto muito prazer em ir a todos os lugares deste Brasil, mas o que vejo realmente são as camisetas pretas se divertindo em todas as cidades, e isso é o que realmente importa pra gente. Se nosso show for em Rondônia ou na outra ponta do mundo, a gente vai suar sangue igual pra fazer o melhor show possível, sempre e vai ser muito bom termos a chance de fazer isso ai no Festival Casarão mais uma vez.…

Nasi fala sobre expectativas para o Festival Casarão

Imagem
Por Mary Camata 

Na próxima semana, Porto Velho receberá a 14ª edição do Festival Casarão nos dias 23, 24 e 25 de maio, um dos principais festivais de música independente do Brasil, que reúne bandas de diversas regiões, além das atrações locais e nacional, numa edição que promete ser histórica.

Uma das atrações principais do Festival, o cantor Nasi, ex-vocalista da lendária banda de rock Ira!, falou sobre o seu show no Festival Casarão que acontecerá no dia 24 de maio. “A expectativa é muito boa! Já toquei algumas vezes em Porto Velho com a banda Ira! e depois retornei ao estado já em minha carreira solo. Já fui com o meu trabalho “Vivo na Cena” e agora vou levar o meu novo trabalho chamado “Perigoso”, falou Nasi que deixou um recado aos fãs. “Podem esperar muita energia, emoção, entrega e muito rock em nosso reencontro na capital Porto Velho”.

Nasi sabe bem o que quer. É o que mostra em seu novo trabalho solo chamado Perigoso e que sai agora pelo Álbum Virtual – Trama e em CD pela g…

Polysom relança primeiro disco do Pato Fu em vinil

Imagem
Os anos 90 trouxeram para a música brasileira bandas que incorporavam vários estilos ao rock, fazendo do som daquele período algo inventivo, fresco e diverso. Entre os grupos que surgiram na época, o Pato Fu, sem dúvida, era um dos mais emblemáticos. E “Rotomusic de Liquidificapum”, lançado em 1993, foi seu cartão de visitas. É ele que a Polysom relança em vinil de 180 gramas dentro da série “Clássicos em Vinil”.

Nascido como um trio, a formação do Pato Fu foi alterada no terceiro álbum, “Tem, mas acabou”, com a entrada do baterista Xande, e permanece a mesma até hoje. Apesar disso, o disco de estreia mostra os mineiros com uma sonoridade um tanto diferente, bem mais suja, pesada e influenciada pelo punk rock.

Produzido por John Ulhoa e Haroldo Ferretti (Skank), “Rotomusic de Liquidificapum” é composto por 12 faixas que chamam atenção pelos ousados arranjos, pelas letras irônicas e pela delicada voz de Fernanda Takai. Ulhoa assina sozinho a composição da metade do álbum e o restante es…

Banda Branco ou Tinto estará de volta no Festival Casarão

Imagem
Nos dias 23, 24 e 25 de maio, Porto Velho receberá a 14ª edição do Festival Casarão, um dos principais festivais de música independente do Brasil, que reúne bandas de diversas regiões, além das atrações locais, numa edição que promete ser histórica.

A banda de rock cuiabana Branco Ou Tinto, também já confirmou presença no Festival deste ano. Pela segunda vez em terras rondonienses, o vocalista e guitarrista da Branco ou Tinto, Welliton Moraes, falou da expectativa de voltarem ao Casarão para tocarem no mesmo dia que a banda carioca Matanza. “Ficamos muito felizes quando soubemos que estávamos confirmados na programação do Festival Casarão deste ano, principalmente porque estaremos dividindo o palco com a banda Matanza (RJ). Esta é a segunda vez que estaremos tocando em Porto Velho e estamos na expectativas de fazer um belo show para a galera rock and roll da cidade. Queremos nos divertir junto com a galera e já estamos nos preparando para chegar com tudo no Casarão 2013”, disse Wellit…

Começa venda de ingressos para turnê do Black Sabbath no Brasil

Imagem
Foram anunciados mais detalhes dos três shows do Black Sabbath no Brasil em outubro. As apresentações serão realizadas em São Paulo, Rio e Porto Alegre. Os preços dos ingressos variam de R$ 180 a R$ 600. A venda de entradas começa nesta segunda-feira (6), a partir de 0h01, pela internet (www.ticketsforfun.com.br). Ingressos podem ser comprados em bilheterias e postos de venda, a partir de 10h e de 9h, por telefone (4003-5588)

A apresentação em Porto Alegre está marcada para o dia 9/10, no Estacionamento da FIERGS. O local tem capacidade para 30 mil pessoas. Os ingressos custam R$ 500 (pista premium), R$ 180 (pista lote 1), R$ 200 (pista lote 2) e R$ 220 (pista lote 3). Nos dias 6 e 7 de maio, a bilheteria do show é a do Estádio Olímpico (Avenida Doutor Carlos Barbosa, 1, Azenha). Depois, a venda será no Multisom (Rua dos Andradas, 1001, Centro), das 11h às 19h.

O show em São Paulo, no dia 11/10, será no Campo de Marte. As entradas custam R$ 600 (pista premium) e R$ 300 (pista), com me…

Macaco Bong anuncia fim

Imagem
Na última terça-feira, véspera do feriado do dia do trabalho, a banda cuiabana Macaco Bong – referência no cenário independente brasileiro – realizou sua última apresentação com sua formação original: Bruno Kayapy (guitarra), Ynaiã Benthroldo (bateria) e Ney Hugo (baixo). O show foi uma grande celebração com músicos convidados que participaram da trajetória do trio como o quarteto de metais do Móveis Coloniais de Acajú, o pianista Vitor Araújo e Gabriel Murilo, músico que gravou o mais recente trabalho da banda, “This is Role”.

No dia 23 de abril, o baterista Ynaiã Benthroldo anunciou sua saída da banda para se dedicar mais aos projetos do Fora do Eixo e foi seguido por Gabriel, que continuará em outros projetos na música. A notícia veio como susto para os fãs do Macaco Bong. Um dos fundadores da banda (ao lado de Ney Hugo, que saiu em 2012, e de Bruno Kayapy, único membro da formação original que seguia no Macaco Bong), Ynaiã disse em sua rede social que vai partir para “novas emprei…

Jimmy, da banda Matanza, fala sobre show no Festival Casarão

Imagem
Por Mary Camata 
Neste mês de maio, Porto Velho receberá a 14ª edição do Festival Casarão, um dos principais festivais de música independente do Brasil, que neste ano acontece nos dias 23, 24 a 25 de maio e reunirá bandas de diversas regiões, além das atrações locais, numa edição que promete ser histórica.

Uma das atrações confirmadas deste ano é a banda carioca Matanza que estará de volta depois de cinco anos do primeiro show na edição do Festival Casarão de 2007. O vocalista da banda Matanza, Jimmy London, falou sobre o retorno a Rondônia e sobre os inúmeros shows que estão fazendo pelo Brasil a fora. “Olha, honestamente, eu sinto muito prazer em ir a todos os lugares deste Brasil, mas o que vejo realmente são as camisetas pretas se divertindo em todas as cidades, e isso é o que realmente importa pra gente. Se nosso show for em Rondônia ou na outra ponta do mundo, a gente vai suar sangue igual pra fazer o melhor show possível, sempre e vai ser muito bom termos a chance de fazer isso…