31 de out de 2009

Foo Figthers relembra clássicos em show para internet

Durante quase três horas de apresentação ao vivo, o Foo Fighters tocou 26 músicas e transmitiu em tempo real, através do site de rede social Facebook, o show no Studio 606, na Califórnia, na madrugada de sexta-feira (30) para sábado (31). Sem platéia no estúdio, a banda se apresentou à frente apenas da equipe de produção e chegou a contabilizar 20 mil internautas online durante a transmissão. Em clima descontraído, o vocalista Dave Grohl brincou com o público dirigindo-se às câmeras e leu mensagens dos espectadores conectados. No repertório entraram clássicos do Foo Fighters como "My Hero", "Big Me", "Everlong" e "Breakout", mas ficaram de foram outros hits como "Best of You", "Walking After You" e a nova "Wheels".


NOVA COLETÂNEA - A banda lança no dia 3 de novembro a coletânea "Greatest Hits" em versão simples e de luxo, que vem com CD e DVD, incluindo a nova faixa "Wheels". Também chegará às lojas uma edição em vinil para colecionadores.
A versão simples do disco terá 16 músicas já lançadas e mais três faixas inéditas: "Wheels", "Word Forward", and "Everlong" (acústico). Já a versão de luxo virá com o disco de 19 músicas, um DVD com clipes e gravações ao vivo e um livro de 28 páginas com fotos da banda nesses 15 anos de carreira.

1 de out de 2009

Música de Amy é eleita a mais influente da década

Tocou muito em todos os lugares, Pra mim, já era de se esperar. A música "Rehab", com a qual a cantora Amy Winehouse estourou, foi eleita pelo famoso jornal britânico "The Telegraph" a canção mais influente da década. O jornal fez uma lista com as 100 músicas de vários estilos consideradas essenciais para a compreensão da cultura e da música nos anos 2000.
Artistas como Beyoncé, Coldplay e Outkast também estão na lista. Confira os dez primeiros colocados:

1)- "Rehab", Amy Winehouse
2)- "I Bet You Look Good On The Dancefloor", Arctic Monkeys
3)- "Crazy In Love", Beyoncé
4)- "Yellow", Coldplay
5)- "Paper Planes", M.I.A.
6)- "Bleeding Love", Leona Lewis
7)- "Hurt", Johnny Cash
8)- "Seven Nation Army", The White Stripes
9) - "Can't Get You Out of My Head", Kylie Minogue
10)- "Hey Ya", Outkast

Franz Ferdinand faz aperitivo de turnê no Brasil

O Franz Ferdinand não tem nem uma década de existência, mas é capaz de fazer um show digno de muitas bandas veteranas. Em apresentação no clube The Week, em São Paulo, na noite de quarta-feira (30), para cerca de 1.300 pessoas, o grupo escocês tocou canções de seus três discos por quase duas horas sem emitir uma palavra sequer. E, melhor, divertiu mesmo aqueles que não tinham as letras na ponta da língua com seu repertório roqueiro propício para dançar.
O show serviu de aperitivo para a turnê brasileira que o grupo anunciou em coletiva de imprensa horas antes de subir ao palco. Em março de 2010, a banda passa por Porto Alegre (dia 18, no Pepsi on Stage), Rio de Janeiro (dia 19, na Fundição Progresso), Brasília (dia 21, em local a ser confirmado) e São Paulo (dia 23, no Via Funchal).
Nesta quinta (1º de outubro), os escoceses são atração do Video Music Brasil e, diferente do que aconteceu com os ingleses do Bloc Party na última edição do evento da MTV, eles garantiram que não vão fazer playback. E nem precisa. Com guitarras afiadas, o Franz deu peso às canções de seu álbum mais recente, “Tonight” (2009), considerado mais eletrônico do que os seus trabalhos anteriores. A divertida “No you girls” foi escolhida para abrir a apresentação. Do último disco vieram também “Ulysses” e “Lucid dreams”, que encerrou a balada em clima hipnótico, à base de teclados viajantes e bateria eletrônica.

REPERTÓRIO - Autores de diversos hits, Alex Kapranos (voz e guitarra), Nick McCarthty (guitarra e voz), Robert Hardy (baixo) e Paul Thomson (bateria) agitaram a plateia com “Take me out” e “This fire”, de “Franz Ferdinand” (2004), e ainda “Walk away” e “Do you want to”, de “You could have it so much better” (2005), entre outras.
Nick McCarthy teve o seu momento de rockstar ao subir no balcão do bar na lateral da pista, mas a banda provou que não precisa fazer pose para se garantir. Sem firulas, o grupo deixou uma boa impressão em sua terceira passagem pelo Brasil. Que venha a próxima. Com informações do G-1.