9 de ago de 2018

Pronto. Decidi voltar para o meu rock

Genteee, quanto tempo sem escrever aqui neste meu espacinho tão underground! Que saudade! Para quem não sabe ou conhece só a Mary Camata blogueira, eu como jornalista e fotógrafa, já fotografei e resenhei muitos shows de rock pelo Brasil a fora. Comecei em Rondônia mesmo – estado que eu morava – e que na época ainda tinha alguns festivais de rock pra gente se divertir.

Tive o prazer de ir para Tocantins conhecer o lendário Tendencies Rock Festival do amigo e produtor André Porkão, onde vivi novas histórias para o caderninho. Depois fui para o Rock in Rio viver o sonho de pisar naquela cidade e ouvir o hino do RIR tocar na alma. Foram incontáveis shows até aqui e, apesar de ainda achar que eu não vi quase nada, eu sempre era a única mulher jornalista e apaixonada pelo rock a estar lá “no meio da galera e das bandas”. Conheci muitas bandas, jornalistas, críticos, produtores e sempre que sentia aquele gostinho do rock na veia, mais eu queria consumir desse vício.

Com as mudanças da vida e os novos projetos – Mudei para Maceió (AL) e criei a Revista Ponto M – A primeira revista escrita por blogueiras no Brasil - acabei dando uma grande pausa neste trabalho que eu amo tanto. Muita gente me cobrou, me pediu, me mandou mensagem, e-mails e pedidos para voltar a falar sobre rock, pois o rock não pode morrer e muito menos o meu blog.

O Blog A La Maryjanne nasceu em 2007 ainda quando eu estava na faculdade e de lá pra cá, já se passaram mais de 10 anos. A minha idéia sempre foi dar a oportunidade para novas bandas de rock que surgem no Brasil, fazer minhas resenhas de festivais e shows, além das entrevistas com bandas nacionais como Raimundos, Detonautas, Matanza, Scalene, Supercombo, entre outras bandas.


Atualmente, passando uma temporada em São Paulo, venho anunciar que o blog está de volta sem grandes sonhos, apenas como uma forma de voltar ao mundo do bom e viciante rock and roll.

Um comentário:

Eduardo Mesquita, O Inimigo do rei disse...

Que seja mui bem vinda! Vida longa ao "La Maryjanne". Honra fazer parte dessa história. Beijoca, menina!