25 de mai de 2011

Silverchair anuncia que vai parar

O trio australiano Silverchair anunciou esta semana em comunicado oficial, que está paralisando suas atividades por tempo indeterminado, após quase 20 anos de carreira. Em carta escrita aos fãs e assinada por Daniel, Ben e Chris, o grupo afirma que vai entrar em um período de "hibernação indeterminada" e que continuarão a tocar seus projetos individuais, envolvidos ou não com a música. "No momento, Ben está em estúdio gravando sua própria música, Chris está trabalhando em negócios variados, tanto musicais como em projetos de caridade e Daniel está fazendo a trilha sonora de um filme", diz a nota.

Os três, que tocam juntos desde os 12 anos de idade, disseram que depois da gravação do álbum de estúdio em 2009, ficou claro que cada um estava indo por um caminho diferente. "Se a banda para de ser divertida e se não está mais nos preenchendo criativamente, então nós precisamos parar", escreveram. "Em 2009, nós entramos em estúdio para gravar um CD. Inicialmente, as coisas iam bem e o resultado disso foi os show que fizemos em 2010 para manter o impulso criativo. No entanto, alguns meses depois, ficou claro que nós estávamos caminhando para direções diferentes. Apesar de nosso esforço no último ano, começou a ficar cada vez mais claro que não estávamos mais com brilho no momento", explicaram.

Apesar de deixarem claro que o Silverchair não fará músicas nem shows dentro em breve, eles não descartam totalmente a possibilidade de voltarem a trabalhar juntos. "Nós três não vamos trabalhar mais juntos até que valha a pena novamente". Eles acrescentaram que, por mais desapontados que algumas pessoas possam vir a ficar, esse é um "passo muito positivo" na vida de cada um e que a decisão foi feita com as "melhores intenções possíveis". "Nós sempre tentamos, de coração, fazer a melhor música possível em cada momento - independente das consequências comerciais".
No comunicado, Daniel, Ben e Chris reiteram que os três ainda se importam uns com os outros, agradeceram às pessoas que os ajudaram "desde a primeira vez que começamos a tocar em uma garagem" e aos fãs "inacreditavelmente" leais nos "bons e nos maus momentos". Com informações do O Dia online.

Um comentário:

Provos Brasil disse...

Que ótima notícia!