30 de mar de 2011

Amor de Esquina - 1º Capítulo

Amor de Esquina é o nome do primeiro livro que estou escrevendo. O livro irá contar a história de Thalita, uma mulher que tem tudo que quer, menos o amor. Este livro tem o intuito de fazer você rir, de fazer você refletir sobre a vida que você vive e de fazer você chorar quando se encontrar em uma das histórias da Thalita.

Ainda um sonho, a idéia é de que o livro seja editado e lançado. O primeiro capítulo é uma amostra grátis aos amigos. Peço somente que comentem e digam o que você acharam, se comprariam o livro e se ficaram curiosos com o que ainda está por vir.
Obrigada, espero que vocês gostem.
Mary Camata

Capitulo I - Não é um romance

Este livro não é mais um romance onde a mocinha encontra seu príncipe encantado no cavalo branco e vão viver felizes para sempre. Não mesmo. Esta é a história da Thalita,mas não tirem sarro, pois poderia ser a sua história também.

Thalita sempre foi a mulher "pau pra toda obra". Isso mesmo. Sempre quis resolver seus problemas sozinha e sem precisar de homem nenhum. Menina de família, falava inglês, espanhol e francês. Thalita chegou a fazer faculdade de Medicina e de Jornalismo, mas acabou se formando em Direito. Trabalhando como gerente de um banco no alto dos seus 35 anos anos,muito bem vividos diga-se de passagem, Thalita sempre foi elogiada por todos a sua volta e não somente por ter um sorriso lindo, cabelos loiros e bem cuidados, olhos misteriosos e o corpo cheio de curvas, mas por ser uma mulher muito determinada e estar sempre de bom humor.

Thalita nunca saia de casa sem ver a previsão do tempo e sem ver o horóscopo do dia. Como uma boa geminiana - o signo da comunicação e da versatilidade - Thatha, como era chamada pelos amigos, sempre conferia o seu. Então, qual era o problema de Thalita? Ah o amor... Thalita tinha (quase) tudo que sempre quis. Casa, carro, um bom emprego, fazia viagens para vários lugaresdiferentes durante todo o ano, mas, ainda faltava uma coisa. Um amor. Isto ela sempre duvidou que encontraria, afinal, já estava decepcionada com todos os outros amores que conheceu durante estes 35 anos. Alguns, são velhos demais, outros são jovens demais, uns são estúpidos demais, e outros, delicados até demais.

Em uma manhã de segunda-feira, Thalita acordou cedo e fez o que sempre fazia. Tomou seu banho escutando aquele cd que gravou com as músicas que mais gostava, experimentou todas as roupas do guarda-roupa até escolher a mesma da semana passada, se maquiou e foi pro seu trabalho no Banco. Chegando lá, encontrou sua melhor amiga e conselheira Gisele,casada com Henrique e mãe de dois filhos, Gisele sempre tentava arrumar pretendentes para sua amiga Thalita, o que nunca acabava dando muito certo.

- Bom dia Gi. Disse Thalita na mesma euforia matinal de todos os dias.

- Bom dia amiga! Tenho novidades. Arrumei um pretente novo pra você e desta vez vai dar certo. disse Gisele em um tom de animação.

- Lá vem você com mais um daqueles amigos chatos do Henrique. O último que você apresentou fumava tanto que eu sonhei com cigarros a noite toda. Depois que eu beijei ele então,virei um cinzeiro ambulante. E agora quem é o "cara" que vocês já estão querendo me apresentar?

- Calma lá! O nome dele é Robson, ele tem 38 anos, é vegetariano e não fuma, disse Gisele. Ele é lutador de Jiu-Jitsu e não curte pagode.

- Hum... Thalita começou a se interessar. Já começou a imaginar o lutador de Jiu-Jitsu que deveria ser forte, ter os braços musculosos e bem... a proposta era interessante.

- Tá bom Gi. Faz tempo que estou sozinha, acho que pode ser interessante. Quando vamos encontrar ele?

- Hoje a noite. Ele vai jantar lá em casa e você vai.

- Hoje a noite? Gritou Thalita. Mas está muito em cima da hora como vai dar tempo ainda de chegar em casa e me preparar para o encontro?

- Calma amiga. É só um jantar. Você só vai conhecer ele, você não vai pra cama com ele, riu Gisele.

- Calma nada. A primeira impressão é a que fica e depois que eu li no meu horóscopo que meu signo está radiante com o planeta regente em mercurio o que me deixará mais sensual,ai sim é que eu fico preocupada.

- Ai Thatha, você me mata de rir. Te espero lá em casa hoje a noite sem falta. Disse Gisele, deixando Thalita aflita e agoniada.

Caraca, vou ter que trabalhar o dia inteiro e somente depois que chegar em casa é que vou poder me preparar para o encontro de hoje,já se preocupava Thalita vendo a enorme fila de pessoas para serem atendidas que a esperavam no Banco. Aquele poderia ser o homem de sua vida, o namorado perfeito, o pai dos seus filhos! Ela tinha que estar perfeitamente linda.

E como aquela segunda-feira demorou a passar. Aquele banco lotado, cheio de gente apressada e reclamando de tudo. Aposentado que não sabe usar o cartão,desempregado reclamando do governo, rico querendo abrir conta no exterior, ex-marido pagando a pensão e muitos outros casos que passavam pelas mãos da nossa gerente Thalita. E ela sempre resolvendo a todos e com muita responsabilidade. É umas das funcionárias mais dedicadas daquele banco. Não mede esforços e recebe um ótimo salário que já lhe deu direito até a uma viagem para a França onde morou durante um ano em Paris quando se apaixonou perdidamente por um francês chamado Adam, mas com o passar do tempo, Adam começou a ficar estranho e agressivo, o que Thalita acreditou ser devido ao seu signo ser de Escorpião e ela sabia que o signo de Gêmeos não combinava nada com Escorpião. Que me desculpem os escorpianos mas, na pior das hipóteses,eles são agressivos, intolerantes, cheios de suspeitas, tempestuosos e estão sempre em constante estado de crise, com isso, Thatha achou melhor voltar ao Brasil e tentar vida nova.

Final do expediente. É hora de Thalita pegar aquele trânsito infernal, ir para casa e começar todo o ritual para encontrar seu novo pretendente, o lutador de Jiu-Jitsu vegetariano.

* Rascunho do primeiro capítulo do livro Amor de Esquina, escrito pela jornalista Mary Camata. Comente, faça sua crítica ou sugestão. Gostaria de ler a continuação?

8 comentários:

Lenna disse...

olha, analisando esse começo sei que posso esperar que o que vem pela frente será muito bom. gostei da prévia, amiga. sorte aí com a criatividade! =] beijo!

jen disse...

muito bom!
e nao é q a garota leva jeito.
esta ficando otimo.

_maryjanne disse...

Obrigada pelos comentários =)

Thaisa disse...

Thalita me deixou intrigada... Será ele o vegetariano esportista homem de sua vida? ;-)
N vejo a hora de ler o segundo capítulo e todos os outros...
Thalita remete a mim, e a todas nos...
Parabéns pelo livro... Eis aqui uma leitora a espera dos próximos capítulos... Sucesso amore... :-)

Anônimo disse...

Humm!! tirando o fato do nome "thalita" ter ficado muito repetitivo,o demias esta otimo,criativa ;)

Anônimo disse...

Gostei muito. Impossivel nao imaginar o que está por vir! Parabens e manda bala!

Karina Francis disse...

Mary parabéns! Adorei sua ideia e dou todo apoio. Compraria sim seu livro. Só acho que a história pode ter mais detalhes. Tipo, qual é o perfil de homem que ela espera? Ela quer mesmo ter filhos? Ou é uma mulher independente que apenas não quer ficar só?
Mas gostei mesmo. Bjão!!!

Eduardo Mesquita disse...

Mary,
a dúvida que sempre tenho quando leio esses personagens muito emblemáticos é o quanto ele tem do autor. Será Thalita o alter-ego declarado da Mary? Se for,cuidado. Literatura não é terapia, principalmente pra quem escreve. O texto sai doendo, sangrando e porque precisa sair. Parece que você se diverte com seu texto, o que é fundamental (ainda que doa) para continuar. O capítulo vai e volta entre o início e o fim nas características dela, Thalita, e isso pode dar uma falta de sequência na leitura, ou dar riqueza no ritmo. Depende do que você continuar fazendo, se virar uma marca, MASSA, se for só um tique passageiro, não bom. Mas o que menos gostei foi essa descrição dos escorpiões. Eu não sou assim, pombas! rsrsrs
Continua o texto, ela parece ser uma persona forte (profissional, independente, etc) mas com traços de fragilidade quase infantis (o horóscopo, por exemplo, é um toque de bom humor).
Aguardando a continuidade...