5 de jan de 2010

Projeto Toque no Brasil levará bandas independentes para circulação no Brasil

A ferramenta possibilitará que rotas, circuitos e contatos sejam mapeados. A inauguração do projeto foi realizada nesta terça (05), quando são lançadas mais de 500 vagas para o Grito Rock 2010

Imagine uma banda e/ou artista realizando uma turnê de vinte e dois dias, saindo de Fortaleza (CE) e chegando ao Rio Branco (AC) com dois days off apenas (dias livres, em português) e com um custo razoável. Imagine também essa mesma banda ou artista operando essa produção com o auxílio de um 'guia' da música independente, acessível a partir de um endereço online, onde o sujeito tem a chance, após a turnê, de tecer comentários sobre as rotas, sobre o atendimento dos locais, sobre o som, ou quaisquer outras informações que julgue pertinente compartilhar, construindo assim um grande banco de dados coletivo, capaz de promover trocas de impressões, experiência e garantindo mais facilidades para a realização de próximas turnês.

Pois bem, a compilação dessas duas imagens é a proposta de trabalho que o projeto Toque no Brasil inaugura com o seu lançamento, a ser realizado nesta terça-feira, dia 05 de janeiro, no endereço virtual www.toquenobrasil.com.br. O projeto é uma iniciativa pioneira no Brasil e tem como meta propor um novo conceito de agendamento de shows, circulação de artistas e turnês baseados em uma plataforma 100% virtual em sua negociação, que garantirá o mapeamento e acesso de artistas a circuitos e rotas brasileiras, construídas a partir da colaboração e contato direto dos usuários do sistema.

Fabrício Nobre, presidente da Abrafin (Associação Brasileira de Festivais Independentes), uma das entidades realizadoras da ação (ver relação completa abaixo), cita o SonicBids.com - site americano que conta hoje com milhares de cadastrados - para explicar as vantagens que a ferramenta brasileira promoverá no mercado da música independente brasileira . "O SonicBids auxilia a negociação mais de 60 mils shows ao ano. A idéia que é o TNB facilite do mesmo modo esse link entre bandas, festivais, casas, coletivos e outros agentes interessados em se apresentar no Brasil". diz. "Lembrando que a ferramenta é apenas uma plataforma virtual de negociação, e que os esforços, tanto de investimento para a circulação e outros, deverão ser feitos pelos agentes envolvidos na transação e não pelo TNB", sublinha ele.

A Abrafin conta hoje com mais de 40 festivais associados, e conforme antecipa o presidente, vários deles disponibilizarão vagas via Toque No Brasil, onde também constará quais serão as condições de trabalho ofertadas, tais como cachês, receptivo e outros, que serão oferecidas aos artistas.

Além dos festivais, rede de casas de shows brasileiras chancelada pela Casas Associadas - outra realizadora da ação - também já anunciou todo o empenho na garantia dos mais variados espaços na base de dados do TNB , assim como o BMA (Brasil Musica e Arte) e o Circuito Fora do Eixo (ambas também realizadoras), que contam, respectivamente, com contatos internacionais e com mais de quarenta coletivos espalhados nas mais diversas regiões brasileiras. "Com essa quantidade de espaços ofertados, será possível circular inúmeras rotas, de ponto a ponta do Brasil, durante todo o ano. Essa constância é uma das principais moedas da rede social, que facilitará o planejamento dessas ações como nunca vista antes no Brasil", analisa Talles Lopes, da Casas Associadas.

Para Pablo Capilé, do Circuito Fora do Eixo, o Toque no Brasil e uma ação de continuidade, de um planejamento que vem sendo realizado por todas essas organizações parceiras. "Com todos elementos já é possivel analisar a força que uma ferramenta dessas traz ao circuito da música independente nacional, deixando claro, obviamente, que não basta só se cadastrar, é preciso empreender", finaliza ele.

REDE SOCIAL - A lógica de rede social já é notória em virtude de exemplos como MySpace, Orkut, Twitter, Facebook, ou sites com foco específico em alguma atividade, como no caso do site de empregos Catho. A diferença entre esses citados e o TNB, no entanto, além do enfoque, é que no Toque no Brasil qualquer festival, casa de show, e/ou outros projetos de circulação poderão se associar, tornando-se, assim, um ponto de circulação no mapa geográfico virtual da rede. No caso do artista, esse poderá fazer as vezes de vendedor de shows e/ou mesmo de um avaliador dos espaços, produções e/ou outros pontos ali cadastrados.

Vale também destacar, que no TNB a negociação de shows é o vínculo entre seus usuários - seja contrante ou contratado - e em um futuro breve, essa negociação sempre poderá ser avaliada em um sistema de meritocracia - fácil de entender para aqueles que já utilizaram serviços como eBay ou Mercado Livre - onde a operação de compra e venda é avaliada por ambas as partes envolvidas no negócio. No caso do Toque No Brasil, contratados e contratantes serão incentivados a qualificar a produção de shows propiciada pela rede social. Além disso, o sistema garantirá acesso a contatos para bandas e artistas em geral.


GRITO ROCK 2010 - As primeiras vagas disponibilizadas pelo Toque no Brasil são promocionais e valem para o Grito Rock América do Sul 2010, que acontece em mais 70 de cidades das cinco regiões do Brasil, além de 4 cidades na Argentina, na Bolívia e no Uruguai: Buenos Aires, Córdoba, Montevidéo e Santa Cruz de La Sierra. Inscrições vão de 5 a 15 de janeiro, são gratuitas e podem ser feitas nowww.toquenobrasil.com.br . Vale destacar que só no Grito Rock, serão disponibilizadas mais de 500 vagas para bandas interessadas em circular a rede de festivais.

2 comentários:

Carlos Gomes disse...

Show de bola! valeu o apoio na divulgaçao!! abraços do coletivo guerrilha gig

www.guerrilhagig.com

Mila Camargo disse...

Amei seu blog, é bom saber que tem pessoas aqui em jipa que tem tanto profissionalismo. Beijos

www.blogdoremila.blogspot.com/