24 de nov de 2009

Liam Gallagher assegura que Oasis seguirá com outro nome

O vocalista do Oasis, Liam Gallagher, acredita que a saída de seu irmão Noel, no fim de agosto, foi só um pretexto para poder lançar um disco solo e assegurou que o grupo seguirá adiante sem o guitarrista e com outro nome.
As informações foram concedidas por Liam em uma entrevista à edição italiana da revista "Vanity Fair", cujo conteúdo foi antecipado hoje pela publicação, na qual, além disso, disse que a intenção de Noel era "dramatizar a situação. Foi só um pretexto. Estava cansado e tinha vontade de fazer um disco solo".
Além disso, o vocalista assegura que desta vez a ruptura é "definitiva", ao contrário dos conflitos anteriores protagonizados pelos dois irmãos, porque "não existe uma discussão verdadeira ou um problema a ser resolvido".
"Seguiremos adiante sem ele (Noel). O grupo mudará de nome, porque não seria a mesma coisa. Mas o resto da banda está comigo", acrescenta.

BRIGA - Liam afirma que a discussão que levou à separação do grupo foi "banal" e explicou que aconteceu enquanto estavam no camarim antes de um show e que tiveram uma briga sobre como uma coisa deveria ser feita, após a qual Noel quebrou o violão que a esposa do vocalista tinha dado a ele de presente.
Logo em seguida, Liam respondeu quebrando um violão do grupo e Noel anunciou sua saída. O vocalista do Oasis reconhece que não voltou a falar com Noel desde esse dia e afirma que se ficasse cara a cara com seu irmão apenas diria a ele que é um "mentiroso". "Se quer que eu diga que eu gosto do meu irmão, tudo bem, eu digo. É meu irmão, poderia morrer por ele. Mas agora é melhor que se mantenha afastado", afirma o cantor.
Por outro lado, Liam negou as declarações de Noel de que sua saída se deveu ao "nível de violenta intimidação verbal contra si, sua família e amigos", e respondeu: "Não insulto mulheres e crianças".